Nosso Objetivo

Minha foto
Representar perante as Autoridades Administrativas e Judiciais, na Defesa dos Direitos e dos Interesses gerais da categoria profissional de Agentes de Saúde Ambiental e Combate de Endemias, bem como os interesses individuais de seus associados.

segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

Mosquito é municipal, estadual ou federal?

Do site do governo do Estado
Eduardo Campos e os outros oito governadores do Nordeste reuniram-se em Alagoas nesta quarta-feira (30), para debater dois temas de grande interesse para a região e também para o país: as formas de combater a dengue e a reforma tributária. O encontro trouxe o ministro da Saúde, José Gomes Temporão, que fez uma apresentação sobre a evolução da doença no país e o planejamento de combate ao mosquito para os próximos anos.
Os nove governantes foram unânimes em afirmar que a dengue não pode e não será combatida apenas pelos que compõem as três esferas do governo e convocaram a população a prevenir e também erradicar não só o mosquito transmissor, mas os ovos e as larvas do Aedes Aegypit. Eduardo mostrou-se preocupado com as conseqüências do crescente número de casos em todo o país e sugeriu que as unidades de saúde de competência municipal se engajem no combate à doença.
“Temos que pactuar com os municípios para poder melhor preparar a rede de atendimento das cidades. Temos que fazer com que os postos de saúde da família e as policlínicas funcionem também aos finais de semana, já que a doença não escolhe dia para se manifestar”, afirmou Campos.
O governador de Pernambuco também propôs uma simplificação da planilha utilizada pelos agentes de saúde para notificar os casos e salientou a necessidade de haver um fortalecimento na rede laboratórios que realizam os exames.
“Diante desta situação atípica, é evidente que reivindicações como estas, feitas por Eduardo Campos, vão ser atendidas. Temos que fazer de tudo para agilizar o trabalho dos agentes de saúde e o atendimento nos PSF”, disse o Ministro Temporão. “Precisamos ter um protocolo, uma regra geral definida pelo ministério para definir claramente os casos que precisam de exame ou não, para aperfeiçoar os atendimentos”, complementou Eduardo.
R$ 700 milhões é o dinheiro garantido pelo Governo Federal para o combate à dengue em todo o País. Jorge Gomes, secretário de saúde de Pernambuco, afirmou que Pernambuco está, neste primeiro momento, solicitando recursos na ordem R$ 1,2 milhão que serão destinados à contratação de 300 agentes comunitários e o aluguel de 30 carros que serão utilizados na Região Metropolitana do Recife, área mais atingida pela dengue.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sindasace News

Loading...