Nosso Objetivo

Minha foto
Representar perante as Autoridades Administrativas e Judiciais, na Defesa dos Direitos e dos Interesses gerais da categoria profissional de Agentes de Saúde Ambiental e Combate de Endemias, bem como os interesses individuais de seus associados.

sexta-feira, 27 de março de 2009

Protesto contra alta de mensalidade

Servidores públicos federais em Pernambuco assistidos pelo plano de saúde Geap Seguridade Social realizaram ato de protesto contra o aumento das mensalidades do plano e pelo índice de descredenciamento de hospitais, clínicas e profissionais da rede. O ato aconteceu na manhã de ontem e foi liderado por representantes do Sindicato dos Trabalhadores Públicos Federais da Saúde e Previdência Social do Estado (Sindsprev), Sindicato dos Servidores Públicos Federais de Pernambuco (Sindsep) e Sindicato dos Trabalhadores em Informática do Estado (Sindpd). De acordo com o coordenador do Sindsprev, José Bonifácio, houve aumento de mais de 100% sobre o valor antes pago.


“Antes era descontado 8% nos contracheques e agora o titular e cada um de seus dependentes têm que pagar R$ 115. Para uma família com mais de três pessoas, esses valores ficam muito pesados, sem contar com o percentual referente a co-participação”, comentou. A servidora Alice Estácia está preocupada com a cobrança da co-participação pelo período de dez dias em que sua mãe ficou internada em UTI. “Eu estava pagando R$ 243 e agora vou arcar com R$ 690, já que tenho seis dependentes. Pelo internamento de minha mãe, o hospital deve cobrar quase R$ 1 mil”, declarou Alice.


De acordo com o superintendente do Geap em Pernambuco, Luiz Saraiva, o plano realizou um estudo e constatou que o custo saúde mais a carteira para o idoso estava alto, já que 70% dos usuários têm mais de 60 anos. Diante disso, o conselho deliberativo do Geap estipulou que ao invés de o servidor pagar um só valor para ele e seus dependentes optou-se por pagamentos individuais. “O servidor pode optar por outros segmentos dentro do plano. Os R$ 115 são para o Geap Saúde. Já no Geap Clássico cada pessoa arca com R$ 80. O Geap Essencial custa R$ 68 e o Referência, R$ 54,50. Todos contemplam o Rol de procedimentos da ANS.


Após o protesto, os representantes sindicais se reuniram com Saraiva para apresentar as reivindicações. O superintendente disse que a documentação seria encaminhada ainda ontem para a diretoria executiva do Geap, em Brasília.
voltar imprimir Enviar comentar matéria

JAMILLE COELHO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sindasace News

Loading...